Alternativas de crédito para pequenas e médias empresas

 Em Factoring

Começar um novo negócio pode ser um desafio sem crédito para pequenas e médias empresas. Essa saída pode ser a solução até conseguir uma estabilidade no mercado. Construir uma relação de custo-benefício estável com fornecedores e uma base sólida de clientes que levem a um fluxo de caixa positivo leva tempo, e nessa jornada muitos empresários acabam passando por dificuldades.

Nesses momentos, é natural buscar formas de conseguir um crédito extra até que os negócios melhorem. E, quando falamos em crédito, imediatamente pensamos em empréstimos, bancos e juros altos. Mas será que essa é a única forma de conseguir recursos? Listamos abaixo 4 formas possíveis de conseguir crédito para pequenas e médias empresas.

Factoring

Ainda pouco conhecido no Brasil, o Factoring é um serviço de compra de ativos financeiros, uma excelente alternativa de crédito para pequenas e médias empresas. Na prática, ele possibilita que uma empresa venda seus créditos, que foram gerados por suas vendas a prazo, a uma empresa de Factoring. Dessa forma, o contratante recebe imediatamente o dinheiro que só entraria no caixa futuramente.

Não é empréstimo: o dinheiro vem das vendas que você já realizou a prazo. O Factor, ou a empresa de Factoring, compra seus créditos recebíveis, mediante uma taxa de serviços e juros, adiantando um dinheiro que você receberia futuramente.

Isso possibilita liquidez financeira imediata para micro e pequenas empresas, melhora o seu fluxo de caixa sem o comprometimento com empréstimos a longo prazo. Se quiser saber mais sobre esse serviço, confira esse Guia Básico sobre o assunto.

Empréstimo bancário

O empréstimo bancário parece a opção mais óbvia para obter crédito para pequenas e médias empresas, mas vale a pena considerar se vale realmente a pena. Isso porque, além de se sujeitar às limitações de risco e garantias exigidas pela instituição, você ainda pagará um valor considerável em juros.

Se as coisas não saírem como você planejou e não for possível pagar as parcelas em dia, começa uma bola de neve de juros, uma conta que cresce a cada mês e pode levar a sua empresa à falência.

Aceleradoras: crédito para pequenas e médias empresas

Com a recente efervescência da cultura de empreendedorismo e o surgimento de muitas startups, um novo tipo de investidor surgiu no mercado: as aceleradoras. O conceito é interessante porque vai um pouco além de injetar recursos na sua empresa, uma vez que também oferecem uma espécie de mentoria e otimização de gestão.

Na prática, as aceleradoras investem dinheiro e se tornam uma espécie de sócia, podendo orientar mudanças estruturais no negócio e até melhorar o seu networking, intermediando o contato com parceiros e investidores interessantes.

O lucro das aceleradoras vai depender do sucesso da empresa escolhida, por isso também trabalham com uma boa base de análise de riscos. É um ambiente competitivo, e os processos seletivos geralmente acontecem em eventos e competições onde os empreendedores apresentam seus projetos a uma banca de analistas.

É recomendado para quem tem um negócio com expectativa de crescimento rápido em um prazo curto, como empresas de tecnologia.

Financiamento coletivo

O crowdfunding, ou financiamento coletivo, é uma forma de arrecadar recursos. Essa forma de crédito para pequenas e médias empresas oferece benefícios futuros para quem colaborar. É ideal para quem está começando um projeto do zero e ainda não tem recursos para tocar o negócio.

Funciona assim: você cadastra seu projeto, produto ou serviço em um site que oferece o serviço de financiamento coletivo, como Kickstarter ou Catarse. Em seguida, estabelece o valor que pretende arrecadar, o prazo e as contrapartidas para quem contribuir. Os usuários que optarem por comprar a sua ideia pagam o valor de cada cota e, depois de arrecadado o total estipulado, você produz e entrega a contrapartida estabelecida.

Uma pequena taxa do valor total fica com o prestador desse serviço. O risco é zero: se não bater a meta, o dinheiro é “devolvido” aos participantes e você não tem prejuízo. A desvantagem é que essa ferramenta é mais comum no meio artístico e em alguns projetos pontuais, ou seja, é pouco viável para quem quer montar uma empresa.

Postagens Recentes

Deixe um comentário

Digite a sua pesquisa e pressione Enter para buscar

factoring-bh-antecipacao-recebiveis-capital-financas-bhFluxo de caixa